fbpx A importância da responsabilidade social privada em tempos de crise | Guia do Patrocínio
A importância da responsabilidade social privada em tempos de crise

Em linhas gerais, a responsabilidade social privada é uma das maneiras mais eficazes para que uma empresa contribua com a sociedade. Quando as ações de responsabilidade social são bem estruturadas e refletem os valores que norteiam a instituição, benefícios como o aumento no valor da marca, conquista de público admirador e de novos consumidores dos seus produtos e serviços são visíveis.


Oportunidade em tempos de crise

Hoje em dia, não basta mais ter um excelente produto nas prateleiras para garantir uma boa reputação: é preciso ir além. Os consumidores estão optando por empresas que gerem impacto positivo, que atuem com ética em todos os seus processos e que invistam em sustentabilidade, principalmente agora em tempos de pandemia

James Marins, autor do livro “A era do impacto”, indica que esse momento é uma “oportunidade para um profundo repensar das nossas atividades econômicas”. Além disso, é o momento das empresas mostrarem que possuem ações em prol do bem coletivo.


Em números

A Kantar, empresa que alia inteligência a estudos voltados ao consumo, performance, valores de mídia e outros temas, entrevistou 25 mil consumidores em 30 mercados e levantou que 77% dos entrevistados esperam que as marcas sejam úteis nesse período de crise. Além disso, 75% deles dizem que as marcas devem informar ao público suas ações em meio à situação. Outro ponto interessante levantado é que os consumidores estão de olho em marcas que colocam seus colaboradores em primeiro lugar, visto que 78% dos entrevistados pedem que as empresas cuidem da saúde deles. A entrevista ressalta ainda que, neste momento, para 70% dos participantes o ideal é que as marcas adotem uma abordagem mais tranquilizadora.


O que é possível fazer na prática?

Você com certeza já deve ter ouvido a máxima “pequenas ações que fazem a diferença”. É exatamente por aí que podemos começar: aja dentro das possibilidades da sua empresa, sejam elas pequenas, médias ou grandes. Além disso, é hora de atuar em prol dos seus públicos de interesse. Isso é essencial, pois “no momento em que as empresas passam a se importar com o seu entorno, com todo o seu ciclo de produção e consumo, elas começam a contribuir para a sociedade”, comenta James Marins.


Alguns exemplos elucidadores: Empresários de Pomerode, interior de Santa Catarina, uniram forças e doações para uma compra conjunta de respiradores que foram doados aos hospitais locais. Uma grande fabricante de bebidas da França produzirá álcool em gel para distribuir a hospitais, enquanto grandes bancos estão doando quantias bilionárias para as medidas de enfrentamento da pandemia. Redes de supermercados doam alimentos e produtos de higiene e limpeza para organizações sociais que estão passando por muitas dificuldades. As gigantes de tecnologia, por sua vez, estão disponibilizando links de videoconferência, chats, entre outros serviços gratuitamente. Os cases são inúmeros e as oportunidades também! Quanto mais você investir em responsabilidade social agora, mais irá colher no futuro.


Vantagens de ser socialmente responsável

Para começar, você impacta positivamente a sociedade, construindo uma imagem positiva da sua marca, pois, à medida que suas contribuições são notadas, sua empresa recebe bons comentários, que aos poucos ficam na memória coletiva. Além disso, cria-se o “engajamento de todos aqueles que estão no entorno da empresa”, comenta Marins. Ele também lembra que “empresas socialmente responsáveis têm, inclusive, historicamente um desempenho positivo muito maior no mercado de ações do que empresas que não são consideradas empresas humanizadas”, afinal, o investidor também está de olho no background de onde está investindo. Outro ponto que Marins destaca é que o “nível de resiliência às crises de empresas humanizadas é muito maior do que o das empresas que não têm essa preocupação”.


Suporte Especializado

Se você ainda não sabe como investir em responsabilidade social e tem dúvida na hora de escolher projetos que façam sentido com os propósitos da sua empresa, procure profissionais especializados que podem auxiliar em todas as etapas desse processo que faz toda a diferença.


*James Marins é fundador do Instituto Legado de Empreendedorismo Social, que seleciona, capacita, conecta e investe em organizações sociais de causas e fases de desenvolvimento distintas.

Escreva um comentário